terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Domingo, dia de muita música

Domingo, fui para um programão na companhia de minhas irmãs. Quase desisti de ir por causa da chuva mas valeu a pena persistir. Fui assistir ao show do Leo Jaime no shopping Tatuapé. Fazia muito tempo que não via nem ouvia nada dele. Foi um retorno maravilhoso ao passado e relembrei canções que embalaram minha adolescência e pós-adolescência. Suas músicas serviram de trilha para muitos namoros, paqueras e "azaração". Foi uma época bem legal. Anos 80...uau!!! Enquanto o Leo cantava as músicas, eu cantava junto e em minha cabeça passava um filme, relembrando tantos momentos que me marcaram e que se encontravam bem guardados e esquecidos lá no fundo da gaveta de minha memória. Leo Jaime continua em forma, dando seu recado de forma descontraída, sempre muito alegre, brincalhão, interagindo sempre com a platéia e teve como companhia um ótimo músico (Marcos) que o acompanhou e fez solos maravilhosos. Marcos, parabéns para você também. E como eu não vivo sem música, esse domingo foi especial em todos os sentidos. Fiquei muito contente ao saber pelo próprio Leo, que seu novo trabalho sairá em meados de abril. Segundo ele, com material inédito. Adorei! Leo, obrigada pelo domingo e vou esperar ansiosa pelo novo trabalho e novo show. Até lá!

Uma breve biografia desse grande cantor e compositor:

Léo Jaime, nome artístico de Leonardo Jaime (Goiânia, 23 de abril de 1960) é um cantor e compositor brasileiro.
Participou da formação original do grupo carioca de rockabilly "João Penca & Seus Miquinhos Amestrados" e saiu do grupo para seguir carreira solo. Consta que foi Leo Jaime que indicou Cazuza à então nascente banda Barão Vermelho. Fez muito sucesso na década de 80, onde emplacou vários hits nas rádios do Brasil, além de fazer trilhas sonora para filmes e novelas. Seus principais discos solo são "Sessão da Tarde" e "Phoda C".
Léo Jaime também atua como ator, tendo participado da telenovela Bebê a Bordo, de 1988, como Zezinho, e dos filmes O escorpião escarlate, Rádio pirata, Rock Estrela e As sete vampiras.
Também escreve para televisão, jornais e revistas.

Informações retiradas da Wikipédia.
Quer saber mais coisas sobre o Leo Jaime?

Nenhum comentário: