sexta-feira, 4 de abril de 2008

Uma viagem na fantasia

Há alguns meses, pesquisando lançamentos nos sites de livrarias, deparei-me com um título que me chamou a atenção. Parei, li sobre o livro e achei-o convidativo. Minha intuição literária me dizia que seria uma ótima leitura. Anotei o título do livro, seu autor e sua editora. No mês passado, a biblioteca onde trabalho adquiriu a obra e, ao catalogá-lo fiquei ainda mais curiosa pois o livro tem um belíssimo visual. Lindas ilustrações do próprio autor enriquecem e muito a obra. No mesmo dia levei o livro comigo e na volta para casa, no metrô, comecei a ler. Confesso que a história me prendeu e muito. Tem de tudo um pouco, aventura, suspense, mistério...Estou falando do livro A invenção de Hugo Cabret, de Brian Selznick, da Edições SM. O livro é um mix de linguagem de cinema, de histórias em quadrinhos e muita, mas muita aventura que prende do começo ao fim da história. Segue abaixo um resumo do livro e aproveito pra desejar uma boa leitura a todos!

"Paris, anos 30. Hugo Cabret vive clandestinamente na estação de trem. Esgueirando-se por passagens secretas, o menino cuida do funcionamento dos gigantescos relógios do lugar. Ele precisa manter-se invisível porque guarda um incrível segredo. Descoberto pelo severo dono da loja de brinquedos e por sua curiosa afilhada, todos os seus planos entram em perigo...Um valioso caderno, uma chave roubada, uma mensagem cifrada e um passado esquecido estão no centro dessa misteriosa aventura. A invenção de Hugo Cabret oferece uma diferente e emocionante experiência de leitura...A interação entre realidade e ficção é outro dos pontos fortes do livro, que o torna uma fonte de conhecimento. A obra recria uma época-chave da história da humanidade: a industrialização européia, o auge das ferrovias, o mecanicismo (aplicado às artes, à magia, à relojoaria) e o surgimento do cinema. Considerada uma obra-mestra pela crítica mundial, a edição inglesa, publicada em março de 2007 pela Scholastic - editora de Harry Potter nos Estados Unidos -, vendeu 300 mil exemplares em três meses.

Nenhum comentário: