segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Quase fui pra lona

Hoje pela manhã ao vir pro trabalho, me aconteceu algo que poderia até colocar na categoria do surreal. Nunca fui dada a brigas, não cresci no meio de baixarias, falta de respeito e, portanto, sou uma pessoa da paz. Decidi ir pro trabalho de trem e metrô afinal, vai mais rápido, não pega trânsito e chego mais cedo ao colégio. Pois bem, ao chegar a estação de trem já me assustei um pouco pela quantidade de gente na plataforma. Mas até aí, tudo bem. Ao chegar o trem, é aquela briga para ver quem consegue entrar primeiro e conseguir um lugar pra sentar. Como desço na quarta estação, nem me preocupo em brigar por um lugar pois desço logo. Fico na porta mesmo afinal, é mais fácil para descer. Saímos da estação com o trem pra lá de lotado mas sem maiores problemas. Ao chegar na segunda estação, saí para fora para facilitar a saída dos que iam descer e após todos descerem, regressei para dentro do trem. Qual não foi meu susto ao sentir algo volumoso quase me atravessar o rosto! Meu reflexo foi rápido (Graças à Deus!) desviei sem nem mesmo saber o que era. Quando dei por mim, vi que era um punho fechado de um homem pra lá de musculoso, careca e com pinta de Bad Boy. O indivíduo encarava com uma carranca estampada no rosto e olhava me atravessando. Só então percebi que o soco não era para mim e sim, para o rapaz que estava atrás de mim. O rapaz também ficou sem reação pois não entendia tamanha agressividade. O soco acertou-o no braço e a única reação dele foi perguntar o porque daquilo. O Bad Boy continuou encarando-o e sibilou a seguinte frase entre os dentes cerrados:
-Se liga otário! E saiu pisando duro. Ninguém no trem entendeu nada. O rapaz que foi alvo de tamanha agressividade gratuíta falou mais pra si do que para nós que estávamos ao seu lado:

-Caraca mano! Cada maluco que a gente encontra ! O que que eu fiz pra ele? Nem mesmo havia notado sua presença!
Todo mundo olhou para ele e balançou a cabeça no sentido de que ninguém também havia compreendido. Mas, como ele mesmo havia dito: Cada maluco que a gente encontra!
Tenho pensado muito nisso ultimamente pois as coisas que têm acontecido no mundo todo, dá para pensar que as pessoas andam mesmo perdendo a razão por bobagem. Qual será o motivo para tanta violência? A vida dura que cada um leva? As contas a pagar que estouram o orçamento? O aluguel pra pagar? O fora da namorada? A inveja por seu colega ter sido promovido e você não? Não sei não. Tenho minhas dúvidas pois toda a geração de meus pais, meus avós tiveram uma vida bem dura, difícil mesmo e no entanto, havia um respeito pelo próximo que não tenho visto muito nas pessoas da atualidade. A selvageria está solta por toda parte e isso ao mesmo tempo em que me assusta, me entristesse. Não tenho respostas para tais indagações mas precisava fazer aqui meu desabafo.
Caraca! Até agora penso naquele soco me acertando! Foi por um triz!!

6 comentários:

Daniel Savio disse...

O Bad Boy deve ter tido brigado com alguém antes e se sentiu no direito de extravazar em outro...

Sinceramente, era melhor ele gastar esta energia solucionando o problema que teve anteriorment.

Fique com Deus, menina Roseli Pedroso.
Um abraço.

Mariane disse...

Roseliii...vc passou um apuro hein, coitadaaaa...rsrs!!! Mas ainda bem que está tudo bem... Eu tbm sou uma pessoa da paz, igual vc, nada de brigas, rsrs..

Bjs e um bom dia!!!

Sonhos & melodias disse...

Pode crer Daniel. Algumas pessoas são bem mal resolvidas e não sabem lidar com insatisfações. Paciência.
Bjs

Sonhos & melodias disse...

Oi Mariane,
Bom te ver por aqui.
Bjs

Georgia disse...

Roseli, tenho que confessar que a tua narrativa está belíssima mesmo com essa situacao que vc passou. Muitas das vezes isso acontece qdo o cara quer roubar a carteira do outro. Talvez o cara pensou que ele queria roubá-lo por isso agiu assim. Por outro lado acontece tb de um falar assim para distrair o cara ou as pessoas em volta enquanto que um outro está abrindo as nossas bolsas. Isso já me aconetecu há 20 anos qdo estava no ônibus, os dois puxaram uma discussao na roleta enquanto um terceiro me roubaca a carteira.

Bjao

Sonhos & melodias disse...

Oi Georgia,
Bom te ver por aqui. Pois é, cada situação que passamos não? Obrigada pelo elogio. Isso vale ouro pra mim pois tento me aprimorar cada vez mais na escrita pois adoro isso. Volte sempre.
Bjs