terça-feira, 6 de abril de 2010

Ai que vontade que dá

E a Páscoa passou, descansei, li muito (pra variar), dormi, comi e só faltou para completar...um pouco de sexo! É!!!!!!!!! Sexo, sim senhor! O quê? Escandalizei? Não vejo o porque de tanto espanto afinal, sou de carne e osso também. Aliás, ultimamente mais carne (e gordura) do que osso. Sabe gentem, não estou me descabelando não, muito menos se lamentando. É só um desabafo de uma dentre inúmeras, talvez milhares de mulher que se encontram só. Mais uma vez digo só porém não solitária. Nunca fui muito romântica não. Aliás, sendo uma canceriana, fujo um pouco do esteriótipo. Sempre fui muito livre, individualista, moderna, que sempre colocou sua carreira e sua formação intelectual acima das demais coisas. Namoro? Bah! Não me faz falta! Casamento? Credo! Que coisa mais antiquada! Filhos? Cruzes! Nem pensar! Conquistei muitas coisas, viajei muito, conheci pessoas incríveis. Olhando para trás, vejo que sou uma privilegiada. Conquistei o que muitas pessoas jamais chegaram perto. Poder, prestígio, dinheiro, carreira, apartamento, carro, viagens...Abri mão de muitas coisas que para muitas mulheres são fundamentais para que se sintam realizadas. Não reclamo. Mas, confesso que as vezes bate um vazio!!! Vazio de sentimentos, de momentos ao lado de um ser amado, vazio de uma mão masculina te acariciando de forma indolente durante uma sessão de cinema, um cruzar de mãos durante um passeio matinal no parque Ibirapuera, andar de bicicleta no parque Villa-Lobos dividindo as risadas com alguém especial, e também de um sexo bem gostoso, acalorado, fogoso, caliente, onde suspiros, gemidos, contorções mil se façam presentes numa dança explosiva, primitiva e animal onde após um embate incrível entre dois corpos que se amam e se desejam, caem lado a lado numa satisfação a dois que só mesmo entre duas pessoas que realmente se amam conseguem. Por outro lado, sexo pelo sexo, onde duas vontades, duas fomes se saceiam numa busca incessante pelo prazer carnal, também tem seu lado bom, saudável e que também nos faz falta. Ora, o ser humano assim como qualquer outro animal, tem seus instintos, suas fomes, seus desejos e o corpo tem uma vontade própria que não segue religiosamente suas regras de conduta estabelecida pela "boa civilizade". O corpo pede, exige, esbraveja gritante de tempos em tempos e daí, aguenta coração! Parecendo uma criança mimada, enquanto não vê suas vontades saciadas, grita, esbraveja, dá pontapé, torna-se obssessão. E ainda para ajudar, o rádio que está nesse momento ligado, começa a tocar a música da Rita Lee onde fala sobre sexo e amor : duas fontes importantíssimas de nossas vidas. Pronto! Danou-se tudo de vez! Quando estamos com ideia fixa, parece que tudo no universo se move para que a coisa se realize. Só falta agora surgir o parceiro para que a situação se concretize. Pronto. Acordei Aliceee! Estava tão bom divagar sobre o tema. Até trilha sonora surgiu para enriquecer mais ainda a fantasia. Pra que estragar tudo trazendo a realidade de volta? Ah...Como? Não está entendendo nada? Acha que estou divagando? Delirando? É, quase acertou. O problema é ter esse certo "alguém" para nos completar nessa dança a dois. Enquanto se fantasia, tudo dá certo. A coreografia está correta, a luz do ambiente está exata, a música de fundo perfeita...Mas,a realidade chega com tudo te trazendo o vazio ao teu lado. Nada de música, nada de luz, nada de nada! O jeito é virar pro lado na cama e tentar dormir afinal, amanhã é mais um dia de trabalho, correria, atravessar a cidade,..voltar a realidade. Dura realidade!
PS: Pessoal, isso é uma crônica e, como toda crônica, fui beber do cotidiano mas floreei um pouco para ficar mais colorido e belo, hehe. Ah, quer saber que parte floreei? Simples, quando disse que era uma pessoa realizada, que conquistei casa própria, carro, viagens...Humm, quer dizer não é bem assim. Mas ficou bonito não ficou? Agora quanto a vontade, ah, dessa eu não abro mão: é minha mesmo!!

2 comentários:

Celso Ramos disse...

Olá Roseli!!!
Se me permite um comentário...acho que está na hora da conquista mais difícil que você pode imaginar!! No seu texto, apesar sde ser uma crônica, fica muito evidente que para nós, seres humanos, as conquistas materiais são poucas diante do amor!! Vida a dois não é fácil..mas não há carro do ano, casa de luxo ou viagem que não fique melhor ao lado de quem se ama!! pense nisso!!
Abraços e aguardo sua visita!!!

Sonhos & melodias disse...

Oi Celso,
Concordo com você. Não há bem material que substitua o amor, o carinho, a atenção de uma pessoa amada.Mas, enquanto isso não chega, a gente vai curtindo todo o resto, kkk. Obrigada pela visita e pelo carinho. Volte sempre!