segunda-feira, 31 de maio de 2010

Por fora casca dourada, por dentro pão bolorento (ou algo parecido)

Sabe de uma coisa que adoro fazer? Não? Vou confessar pois é uma das coisas que mais me dá prazer. Sempre que ando de condução, quando não durmo ou não estou lendo, adoro observar as pessoas. Nossa! A fauna humana é tão diversificada e tão rica! Em alguns minutos andando num ônibus ou no metrô ou, mesmo quando dou aquela parada para um cafezinho, sento-me e saboreando um delicioso expresso, passo a minha atividade de observatório. Jovens descolados, com suas calças laaaaaá embaixo, cabelos desestruturados e coloridos, piercings por toda parte. Senhoras encurvadas pelo tempo e pelo sofrimento, trazendo na cabeça, um coque grisalho, olhar perdido, cansado, talvez de um dia inteiro de trabalho duro na fachina na casa ou apartamento de alguma dondoca. Pensando no que vai cozinhar ao chegar em casa para sua família: seu marido pedreiro de obras que costuma sempre chegar em casa mamado de tanta pinga, reclamando da vida, da dureza, da parca comida em casa, da falta de beleza de sua companheira...
Ontem, fui a um show de música popular gratuíto. Enquanto esperava o show começar, iniciei meu olhar a cata de coisas bizarras e imediatamente encontrei. Ah! O ser humano! Na minha frente, um casal me chamou muito a atenção. Ela, a típica "perua" de periferia. Loira falsa, maquiada, brincos e anéis dourados enormes, salto altíssimo, bolsa enorme e um óculos de sol idem. Ah! Já ia me esquecendo: obesa. O marido, coitado, magricela, calvice adiantada, vestido tipicamente de domingo: ou seja, bermuda, camiseta e sandália de couro. Acompanhando os dois, uma menininha de seus três aninhos. Cópia escarrada da mãe em versão miniatura. Ah! Já ia me esquecendo novamente: ainda não obesa ( pelo menos por hora). Eu me divirto observando esses emergentes tentando ser "gente fina". De que me vale um carrão importado, uma casa toda encrementada com o que há de "última moda" no mercado de decoração, roupas de griffes carerésimas, jóias espalhafatosas se...pecam feio no quesito EDUCAÇÃO!
Na fila da arquibancada onde estavam sentados, havia um pequeno espaço para se sentar. Então, o segurança entrou , observou e viu que tinha espaço entre as pessoas e solicitou muito educadamente para que as pessoas se achegassem mais para poder dar espaço para uma senhora idosa sentar-se. Como a senhora também era acima do peso, o segurança chegou ao casal e pediu a gentileza de colocarem a criança no colo para que sobrasse mais espaço para que a senhora pudesse se sentar. Bastou isso para que a jovem senhora "Perua" da ZL rodasse nos saltos 15cm e iniciasse ali, uma tremenda baixaria. Jesus, Maria e José!! Que barraco!!
Resumo da ópera:
A senhora já praticamente chorando ia se retirando quando uma pessoa de bom senso se afastou, as demais seguiram seu exemplo e...pronto! Surgiu um espaço para que a senhorinha sentasse e assistisse o show em paz. Beeem longe da peruete surtada!
Por um bom tempo, o clima ao redor do casal ficou tenso, com algumas pessoas falando, comentando. Dez minutos após o show começado, a menina começou a ficar assonada e com fome. O coitado do bofe servilmente pedindo mil desculpas a todos por incomodar, levantou-se com a criança ao colo e saiu de cena deixando a loira se esbaldar no show.
E eu, me divertindo a valer, me veio à cabeça a letra da música de Seu Jorge:
"Burguesinha, burguesinha, burguesinhaaaaaaaaaaaa!!!!!"

8 comentários:

Pedrita disse...

nossa, a nossa sintonia é espantosa. falei de um tema parecido no meu blog. como alguns jovens q mencionou aqui, toda a casca é moderna, piercing, tatuagens, cabelos malucos e na carteira a mesada do pai. tão moderno! beijos, pedrita

Marina G. disse...

As pessoas estão tão preocupadas com o exterior, que esqueceram que ele é apenas o reflexo do interior. :(
Gentileza e educação nunca saem de moda, não é mesmo?

Beijos!

Lunna Guedes disse...

Tenho por hábito prestar atenção nas pessoas a minha volta também, sempre rendem contos e histórias interessantes. A realidade é espantosa, não é mesmo? E o pior que tem pessoas que não se incomodam por serem apenas o que são. Aff. Me assusta, sinceramente.
Bacio carissima

O que elas estao lendo!? disse...

Querida!!! Para você sempre dá tempo! Corre lá:

Envie um e-mail com o título LENÇO para elasestaolendo@gmail.com e inclua sua cidade e Estado. MAndaremos e-mail de confirmação e instruções.

Beijos

Flavia Mariano

Sonhos & melodias disse...

Boa a nossa sintonia heim? Vou dar uma passada por lá.
Bjs

Sonhos & melodias disse...

Oi Marina,
Concordo com você. É tão bom ser gentil e receber gentileza. A vida fica bem mais leve e bonita. Obrigada pela visita.
Bjs

Sonhos & melodias disse...

Lunna, adoro observar as pessoas pois realmente sempre dá uma boa história. Obrigada pela visita.
Bjs

Sonhos & melodias disse...

Oi Flavia!
Que bom que ainda dá tempo. Já enviei um email. Obrigada.
Bjs