quarta-feira, 30 de junho de 2010

Uma manhã falando sobre Aqueles cães malditos de Arquelau



Dia 18 desse mês, o colégio recebeu a visita do escritor Isaias Pessotti para um bate-papo com os alunos do primeiro ano do ensino médio que leram o livro Aqueles cães malditos de Arquelau. Sobre esse autor, já havia falado dele aqui mas abordado outro livro, A Lua da verdade.
Aqueles cães malditos de Arquelau foi o primeiro livro que li desse autor quando ainda fazia faculdade. Uma colega que gostava bastante de ler comentou comigo sobre o livro e perguntou se tinha interesse em ler. Não precisa nem dizer que quis, não é mesmo? O livro me pegou de imediato mas devo dizer que não é um livro tão fácil assim de se ler. Isaias Pessotti é uma pessoa extremamente culta, filósofo e psicólogo de formação além de um amante confesso da história italiana. Uma história muito bem desenvolvida com personagens enigmáticos e encantadores que nos seduzem logo que iniciada a leitura. Quando disse que o livro não é tão fácil de se ler, quis dizer que, para uma pessoa que não tenha uma bagagem boa de conhecimento, principalmente histórico, fica difícil de entender a trama. Mas, de qualquer forma, o livro é rico em tramas, mistérios, amores impossíveis e uma personagem linda, sedutora e envolvente que é a própria Itália e seus costumes e tradições. Em alguns capítulos, Pessotti nos narra a delícia de saborear "una pasta", un risotto nero, bebericando un Gattinara.
A história se passa entre os idos dos anos 60 em Milão onde jovens estudantes do Instituto Galilei se deparam com um inédito manuscrito do século XV.
Através de uma investigação aprofundada de dar inveja a qualquer romance policial, vão decifrando todo mistério que circunda a figura do bispo vermelho que estudava as tragédias gregas e chamava Eurípedes de "Cavaleiro da Paixão".
Alias, a paixão permeia a tudo e a todos: amor por uma mulher, por um pensador esquecido, por uma vida original livre da mediocridade, da prepotência, a paixão pelo conhecimento.
Este livro recebeu o prêmio Jaboti 1994 como livro do ano e em 2005 foi eleito por um juri de críticos literários e jornalistas de todo o país como um dos quinze melhores romances brasileiros dos últimos quinze anos. É pouco ou quer mais? Já li essa história duas vezes e continuo encantada com ela. Talvez eu parta para a terceira releitura e tenho certeza que lerei como se fosse a primeira. Para encerrar, devo dizer que fiquei encantada com o escritor pois ele é de uma simpatia sem igual. Como disse uma aluna ao se despedir dele:

- Preciso dar um abraço nele pois ele é muito fofo!

Fica aqui a minha dica de leitura. Já havia falado sobre ele no blog O Que Elas Estão Lendo, da Georgia e da Flavia mas é sempre bom falar desse livro e indicá-lo a todos.

10 comentários:

Pedrita disse...

não conheço o autor. beijos, pedrita

Marina G [novo] disse...

Eu já ouvi falar sobre esse livro, acredito que tenha sido pela sua resenha no blog "O que elas estão lendo".
Pretendo lê-lo em breve. E tenho que concordar, mesmo que só por foto, ele é muito fofo! Dá uma vontade de abraçar :)

Beijos qerida!

Sonhos & melodias disse...

Pedrita e Marina,
Vale a pena mesmo ler seus livros. Quando tiverem oportunidade, leiam.
Bjs

Mari Amorim disse...

Roseli,
Gostei muito,
Excelente final de semana,
boas energias sempre!
Bjs,
Mari

Ana Luiza Chaves disse...

Roseli,

Muito interessante esse contato seu com a obra e o criador, como leitora e bibliotecária. Sempre é bom conhecermos os dois lados, as
experiências duplicam.
Bjs.
Ana Luiza

Sonhos & melodias disse...

Mari querida! Obrigada pelo carinho e poemas de sempre. Adoro!
Bjs

Sonhos & melodias disse...

Oi Ana!
É sempre muito bom esse contato com os escritores. E a leitura então nem se fala. Não vivo sem um livro para ler. Obrigada pela visita.
Bjs

Luis Felipe Lauletta disse...

Não conheço o autor, mas sua resenha e o prêmio Jabuti instigaram minha curiosidade. Entrou na lista de livros futuros, com certeza!

E algo me diz que vc foi a pessoa que mais ficou feliz pela visita dele no colégio...

Sonhos & melodias disse...

Oi Luis,
Conhecendo seu gosto por leituras esse vai te agradar em cheio. Pode ler sem susto. Cara! Eu curti muito esse encontro literário. O escritor é uma pessoa muito culta e tem muitas histórias para contar.
Bjs

Neli disse...

Anotado, será um desafio pra avaliar meu conhecimento kkk
bjs