quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Seriedade e responsabilidade nas eleições

Estamos a menos de uma semana para as eleições e confesso que nunca estive tão desestimulada quanto estou esse ano. Nunca tive a ilusão de que no meio político houvesse seriedade. Veja bem, não é que seja pessimista mas desde que nasci que a situação política do país é essa bagunça toda. No entanto, nunca vi um quadro político tão infeliz e com pessoas tão desqualificadas a disputar cargos tão importantes. O quadro político brasileiro virou um verdadeiro picadeiro de circo e infelizmente, só palhaços se apresentam. E o que é pior, palhaços sem nenhuma noção do que é fazer graça, do que é despertar um sorriso no rosto de alguém. Muito pelo contrário. Assistir a um programa eleitoral pela TV é sofrível. Só consegue assistir quem é destituido de inteligência ou totalmente analfabeto de noções políticas e de cidadania.
Esses programas são um verdadeiro atentado à inteligência e ao bom senso. O maniqueísmo impera sem disfarce. Baixarias sem fim a rolar feito água vazando de um encanamento, pessoas que se apresentam como canditatos sem nem ao menos saberem como se posicionar, como falar. Nossa! Que horror! E o PT deitando e rolando se achando O Partido. E os casos de censura então? Estamos regredindo pessoal e isso muito me preocupa. É o caso de censura contra o jornal O Estado de S.Paulo, é a censura contra determinados jornalistas que se posicionaram claramente contra o governo e que agora sofrem represálias e até mesmo ameaça de morte enfim, como já dizia Renato Russo: Que país é esse?!

Amo demais isso tudo, prezo demais o que o povo brasileiro já conquistou e tem condições de conquistar muito mais, mas reconheço que a grande maioria ainda se contenta com o tal "voto de cabresto" contentando-se com um reles salário família. Lamentável! Sei que a situação de grande parte da população é abaixo da miséria mas, francamente, já está na hora de acordarem para a realidade da vida! Até quando vão se contentar com migalhas cedidas "gentilmente" pelo governo? Quando se decidirão a tomar as rédeas de suas vidas e lutarem por uma vida melhor e mais digna? É isso que me deixa em cólicas. Essa pacividade que beira a preguiça e o descaso com a própria vida. Podemos e devemos ter muito mais do que isso. E esses casos ininterrúptos de corrupção já excederam o limite da tolerância. É chegada a hora de mudarmos esse panorama hediondo com inteligência, bom senso e seriedade além da responsabilidade que temos conosco mesmo. Reflitamos.

5 comentários:

Pedrita disse...

eu não estou tão desanimado pq tenho um candidato em uma categoria, mas em outra há uma leva grande de gente q responde processas graves, cometeu erros muito graves, q está difícil escolher. beijos, pedrita

claudete disse...

Pior que o voto de cabresto, parece que este é "cultural" no Brasil e vermos pessoas que se dizem "cultas" votarem em quem está na onda do IBOPE porque não quer "perder o voto"...Falando sério..Êste não é um País sério! É desanimador mesmo... Beijos no coração.

Bia disse...

Oi Roseli!

Adorei o seu recado no meu post sobre a Blog. Coletiva da Elaine Gaspareto! Obrigada! E estou te seguindo ok?
Bjs

Dama de Cinzas disse...

Adorei o post! É exatamente o que penso sobre o cenário político, desanimador, algo que não produz esperanças, estranho demais...

Eu também nunca desacreditei tanto de candidatos quanto essa eleição... affe

Obrigada pela sua visita! E desculpa demorar dar um retorno.

Beijocas

Lunna Guedes disse...

É minha cara. Muito complicado o atual cenário politico. Enfim, vamos de Tiririca a Netinho, isso sem falar nos outros tantos. Não sei, eu fico feliz por saber que não terei que votar em ninguém pq não voto no Brasil. rs
Bacio