segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Sabadão pra lá de movimentado

Andava entediada por nada acontecer em minha vidinha medíocre. Tudo muito certinho, casa-trabalho/trabalho-casa. Nada de novo ou algo que saísse do normal acontecia. Vira e mexe pensava com meus botões: "Oh! Vida besta sô!" E assim seguia minha rotina. Até que chegou sábado.
Acordei como sempre reclamando de sono, muito sono. Tomei meu café da manhã e segui para a reposição de aula do curso que faço. Manhã chuvosa, preguiça. Exatamente como me sentia.
A manhã passou sem maiores acontecimentos até chegar a hora do almoço.
Resolvemos almoçar todos juntos para depois discutirmos alguns pontos sobre um projeto que pretendemos desenvolver. Após a decisão de alguns tópicos, a galera começou a debandar aos poucos afinal, todos têm compromissos, família etc. Ficamos só três colegas de classe e decidimos ficar mais um pouco para conversar e beber uma caipirinha.
Já não andava muito boa por vários motivos mas, se foi por causa dela ou se ela foi a gota d'água eu não sei dizer. Ela foi o suficiente para surtar legal.
Nossa! Nunca passei tão mal em minha vida. Pelo menos não tenho lembrança. No banheiro, houve um momento em que me olhei no espelho e me achei a própria Rê Bordosa, famosa personagem do Angeli, lembram-se dela? Só faltou eu estar dentro de uma banheira!!
A coisa foi, como dizem alguns garotos que conheço "Punk". Saí carregada do restaurante e fui direto pro hospital. Apagão geral. Não me lembro de absolutamente nada! Ao acordar, ainda zonza, me deparei com sono na veia, cobertor e minhas duas colegas ao meu lado.
O que poderia ser uma tragédia, tornou-se uma situação engraçada e muito divertida pois nós três parecíamos mais estar num outro local no maior bate papo em pleno pronto socorro. Falávamos o tempo todo, ríamos da situação e de outras coisas que conversávamos.
Após ser liberada pelo médico, já havia ligado para minha irmã e falado para ela me encontrar em determinado lugar. O médico ao me liberar disse: agora vá para casa e repouso. Ok?
É lógico que concordei pois queria mais era sair dali pois tinha um compromisso inadiável: tinha um show para ir e não estava nem um pouco a fim de perder esse programa. "Você é louca?" - disseram as duas para mim. Gente, admito, sou louca. Apesar de haver me programado para esse evento: roupa, cabelereiro, manicure etc, do jeito que estava, pálida, roupa amarrotada, tenis, descabelada. Mesmo assim me mandei para a casa de espetáculo onde seria o tal show. Ao chegar lá, minha irmã e uma colega de trabalho que também foi, me olharam espantadas pois minha cara não era das melhores. "Está bem? Tem certeza?" - Estou! e ponto final.
O show era do meu querido, amado, idolatrado, salve-salve Jorge Vercillo. Há quem o odeie, mas no meu conceito é ponto alto. Lá em cima junto às estrelas. E o show foi maravilhoso! Tive de me conter para não levantar e ir pra frente dançar até o final do show. Afinal, sou louca mas não sou burra. Quero muito mais shows em minha vida, muitas alegrias, muitas conquistas logo, me contive na cadeira até o final do show. Maravilha! Ouví-lo, vê-lo foi melhor que soro na veia. Voltei para casa acabada, esgotada, fraca mas feliz da vida. Dormi o sono dos justos e acordei no domingo como se nada houvesse acontecido. Música, santo remédio! Ah! Meninas: Denise e Sandra obrigada pela força, pelo carinho e pelas boas risadas que demos lá no PS. Como uma de vocês mencionou: de colegas passamos a grandes amigas afinal, situações assim ou nos afasta de vez ou nos agrega para sempre. E sinto que nossa amizade pra valer está só começando. Valeu!

10 comentários:

a bittersweet girl disse...

Menina!!!! Mas isso é Bom demais...rsrsrs
Não há nada nesse mundo melhor do que muitas risadas e boa música...e uma caipirinha também vai bem, né!??!?! (apesar do susto!!!)...rsrs

Daniel Savio disse...

Hah, nem foi tão loucura assim, mas tenta repor as energias no domingo =P

Fique com Deus, menina Roseli Pedroso.
Um abraço.

Dedê Ranieri disse...

Confesso que quando te vi moribunda sendo levada na cadeira de rodas pelo assistente do Dr. House, fiquei (com vontade de rir!) frustrada por não ter uma câmera ali.
Perdemos o curta da nossa vida!! kkkk

Se precisar de novo, estamos aí! Inclusive não devolvi o crachá do santa catarina pra uma eventualidade...

beijos!!

Bia Bernardi disse...

Eitha beleza!!
É assim que se começa um final de semana... rs

Francy´s Oliva disse...

Roseli, me lembrei daquele comercial do cartão de credito(rs)...Felicidade e sonos dos justos não tem preço(rs)...
Beijos.

Sonhos & melodias disse...

Oi Bittersweet! Delícia não é mesmo? Música é tudo de bão! Obrigada pela visita. Bjs

Sonhos & melodias disse...

Oi Daniel,
Loucura sim quando se é quadradinha e sai da linha, rsrs. Mas foi bom demais. Preciso repetir mais vezes.
Bjs

Sonhos & melodias disse...

Dedê! Minha salvadora!
Fala sério, foi bom demais e realmente faltou uma boa câmara pra filmar, rsrs. Vamos providenciar o próximo encontro.
BJs

Sonhos & melodias disse...

Oi Bia! Na próxima vou incluir você tá?
Bjs

Sonhos & melodias disse...

Francy's são esses momentos que fazem a vida valer a pena não é mesmo?
Bjs