quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Hoje é dia de Samba!!!

Hoje comemora-se o Dia Nacional do Samba e como boa brasileira que sou, não podia deixar passar essa data em branco. E pensando nisso, pesquisei um pouco sobre a sua história para poder falar um pouco sobre sua origem até os dias atuais.
Desde que o samba iniciou suas primeiras batidas, muita coisa mudou. Que bom! Só para se ter uma ideia, lá no início do século XX, o compositor João da Baiana foi preso em flagrante nas ruas do Rio de Janeiro só porque portava um pandeiro. Pode? Inacreditável não é mesmo? Ainda bem que as coisas mudaram caso contrário, não teríamos hoje esse gênero musical que tanto encanta não só a nós brasileiros, mas também o mundo afora.
Com fortes influências africanas, o samba foi se formando e se firmando agradando aos ouvidos mais exigentes pois a riqueza que o compõem faz do samba algo que alimenta nossos ouvidos e nossa alma. Quem consegue ficar parado ouvindo um bom samba? Só se for ruim da cabeça ou doente do pé como diz a música. Foram tantos os compositores e cantores que abrilhantaram o samba. Desde nos primórdios, nas casas das baianas festeiras Tia Ciata, Tia Sadata, Tia Perciliana (essa, mãe do ritmista João da Baiana) e Tia Amélia (mãe do chorão e sambista Donga) reuniam-se compositores que trouxeram à luz grandes canções que se eternizaram tais como: "Pelo telefone", "Rancho das flores" e tantas outras que caíram no gosto popular.
Não dá para enumerar aqui todos os compositores mas alguns mais expressivos foram sem dúvida: Noel Rosa, Heitor dos Prazeres, Donga, Sinhô,Ataulfo Alves, Mario Lago, Assis Valente, Dorival Caymmi, Adoniran Barbosa, Cartola...são tantos...não caberia nesse postagem. Mas hoje, temos esse gênero musical cada vez mais valorizado e atualmente voltamos a ter grandes representantes nas novas gerações que continuam a dar prosseguimento: temos o caso de Diogo Nogueira, filho do saudoso João Nogueira, Teresa Cristina, Nilze Carvalho, o grupo Casuarina que tem um vocal maravilhoso e é composto por grandes jovens músicos, Fabiana Cozza, Roberta Sá e tantos outros. Paro por aqui para não me estender muito. Mas essa homenagem ao samba é também uma homenagem a todos que valorizam a boa música popular brasileira. Parabéns Samba! Continue pedindo passagem e nos abrilhante sempre com sua alegria e vitalidade.
Para quem quiser saber mais coisas sobre a história do samba, deixo aqui dois livros ótimos para se ler:
  • Acertei no milhar: malandragem e samba no tempo de Getúlio, de Cláudia Matos, editora Paz e Terra

  • Almanaque do samba : a história do samba, o que ouvir, o que ler, onde curtir, de André Diniz, Editora Jorge Zahar

3 comentários:

Anônimo disse...

Roseli, vc hoje está no ar lá no O que elas estao lendo.

Bjao Georgia

Luma Rosa disse...

Ah, se todos fossem iguais a você...

Roseli, ainda acho que no Brasil o povo precisa aprender a apreciar o produto nacional. O samba pede passagem para mais ser mais ouvido principalmente na mídia. Vivendo no Rio de Janeiro e já tendo morado em outros Estados brasileiros, vejo que o tratamento dado aqui no Rio ao samba é bem diferente dos demais Estados brasileiros.
Grande homenagem! Valeu demais! Beijus,

Daniel Savio disse...

Com certeza o samba merece o se dia, mas penso que seria melhor colocando em outro mes que não seja dezembro...

Fique com Deus, menina Roseli Pedroso.
Um abraço.