quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Um novo livro, um novo ano, uma nova vida


Como ando num ritmo lento, devagar quase parando, não tenho tido pique de escrever nesses últimos dias de 2010. Logo agora que preciso tanto escrever. Acho que pra variar, meu lado subversivo está em alta e doido pra contrariar regras estabelecidas. Mas não me incomodo pois como tirei dez dias de total e merecido descanso, decidi descansar mesmo. Mas ao receber um e-mail de uma amiga com um texto tão lindo, decidi postar por aqui. Com ele, oferto tudo de melhor que o ano de 2011 possa dar a todos.

FELIZ LIVRO NOVO!

Encerra-se mais um ano em sua vida...
Quando esse ano começou, ele era todo seu, foi colocado em suas mãos...
Podia fazer dele o que quisesse...
Era como um livro em branco, e nele você podia ter um poema, um pesadelo, uma blasfêmia, uma oração.
Podia...
Hoje já não pode mais, já não é seu. É um livro já escrito, concluído.
Como um livro que tivesse sido escrito por você, ele um dia lhe será lido,
com todos os detalhes, e não poderá corrigí-lo.
Estará fora de seu alcance.
Portanto, antes que termine este ano, reflita, tome seu velho livro e,
folheie com cuidado...
Deixe passar cada uma das páginas pelas mãos e pela consciência
Faça o exercício de ler a você mesma. Leia tudo...
Aprecie aquelas páginas de sua vida em que usou o seu melhor estilo.
Leia também as páginas que gostaria de nunca ter escrito.
Não...Não tentes arrancá-las. Seria inútil...
Já estão escritas.
Mas você pode lê-las enquanto escreve o novo livro que será entregue à você
Assim, poderá repetir as boas coisas que escreveu, e evitar repetir as ruins.
Para escrever seu novo livro, você contará novamente com o instrumento do livre arbítrio, e terá, para preencher, toda a imensa superfície do seu mundo.
Se tiver vontade de beijar seu velho livro, beije
Se tiver vontade de chorar, chore sobre ele e, a seguir, coloque-o nas mãos do Criador.
Não importa como esteja...
Ainda que tenha páginas negras, difíceis de serem lidas novamente,
entregue e diga apenas duas palavras: Obrigado e Perdão!
E, quando o Ano Novo chegar, lhe será entregue outro livro, novo, limpo,
branco, todo seu, no qual irá escrever o que desejar...
Pense bem antes de escrevê-lo e escreva com muito amor e carinho.


Não é demais? Me emocionei com esse texto e dedico a todos que por aqui sempre passam. Escrevam seu novo livro com muito amor, carinho e respeito. Façam de seu novo ano, um marco feliz em suas vidas.



Feliz 2011 à todos!




8 comentários:

Marta disse...

Um excelente novo ano :)
abraço

Ana Luiza Chaves disse...

Realmente Roseli é demais. Muito criativo e verdadeiro.
É coerente com o texto de Carlos Drumond, publicado no Jornal do Brasil em dezembro/1997, que acabei de receber por e-mail, no qual ele finaliza dizendo:

"Para ganhar um ano-novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre."

Francy´s Oliva disse...

Linda, muitas felicidades que neste 2011 possamos sempre sermos melhores em todos os sentidos.
Felicidades.Bjs.

Lili disse...

Oi Roseli! Um excelente ano novo para vc tb!

Muita paz, saúde, amor, música, alegrias e livros, muitos livros! Muitas novas histórias para 2011!!!

Tudo de bom...
Beijos
lili

evipensieri disse...

Roseli,

Feliz 2011!

Bjs.
Elvira

Marcia Barbieri disse...

Também desejo a você um ano maravilhoso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

beijos e até fevereiro

a bittersweet girl disse...

Olá!!!! Lindo texto!!!
Um Feliz 2011 pra vc...desejo que esse ano seja MARAVILHOSO!!!
Beijos ;*

Daniel Savio disse...

Realmente é um texto bonito, sendo que mesmo muito atrasado, feliz ano novo menina =P

Fique com Deus, menina Roseli Pedroso.
Um abraço.