quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Meme literário de um mês - Dia 20


Você gosta de poesias?
(Qual o seu poeta ou poema preferido?)

Confesso que há bem pouco tempo é que comecei a ter mais contato com poesia. Em parte culpa das escolas que, quando estudei não me foi passado muita coisa sobre poesia. Por outro lado, achava meio maçante ler poesia. Até que em 2006, viajei para Portugal e lá pude ter a grata surpresa de conhecer Fernando Pessoa e sua obra. Aos poucos fui me deixando seduzir por sua obra e quis cada vez mais conhecer tudo o que o poeta escreveu. A partir daí, um amigo meu que gosta muito de poesia começou a me indicar livros de alguns poetas e passei a gostar desse gênero. Drummond nem precisa de comentários afinal, sua obra fala por si só. Mas descobri a obra de Mario Quintana e confesso que gostei muito da forma dele escrever. Tem também nosso poetinha maior Vinícius de Moraes que deixou sua marca seja em canções que são verdadeiros poemas e mesmo em outras obras literárias. Adélia Prado, que gosto bastante também. Ah! Falando em Portugal, também me apaixonei pela obra de Florbela Espanca que reflete a alma feminina de forma lírica, algumas vezes angustiante, outras intensa e por aí vai. Agora, gostaria muito de divulgar aqui um poema de um amigo muito querido, natural do Rio de Janeiro, que é um poeta de mão cheia e de uma sensibilidade para as letras que ainda não publicou nada mas que, tenho certeza, é uma questão de tempo. E falando em Fernando Pessoa, posto aqui um soneto que ele, Ricardo Dias, fez e no qual cita Pessoa :

Em Pessoa (Ricardo Dias)


Certos dias rio à toa

Coisa sem explicação

Noutros levo em minha proa

carrancas de assombração


Sou Fernando em pessoa

Eus em superposição

Num momento teço loas

Noutro lanço a maldição


Quando faço da canoa

quase o Argos de Jasão

vem a onda que me enjoa


Fértil na imaginação

troco o mar que me atordoa

pelo céu que vi no chão


Esse texto faz parte da blogagem coletiva promovida pelo blog Happy Batatinha

Nenhum comentário: