quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Vai-se o homem. Cria-se a lenda


Sei que no dia de hoje e por um bom tempo muito se falará sobre essa pessoa que nos deixou ontem. Coincidência ou não, justamente ontem a tarde estava aqui na minha mesa de trabalho catalogando dois novos livros que farão parte do nosso acervo e esses dois livros eram justamente sobre ele, Steve Jobs. Ambos escrito por Carmine Gallo: A arte de Steve Jobs e Faça como Steve Jobs, da editora Lua de Papel. No livro Faça como Steve Jobs, o autor nos fala sobre como Jobs se comunicava e como eram suas apresentações no qual ele conseguia transformar uma apresentação em experiências teatrais. Já no livro A arte de Steve Jobs, Gallo (o autor) nos mostra os princípios revolucionários de Jobs que fizeram dele, um líder nato que agradou a muitos mas que também despertou o ódio em tantos outros. De qualquer maneira, o que quero expressar aqui, é que não importa o quanto de defeitos o ser humano Jobs tinha e o quanto ele incomodou com seu jeito agressivo de ser. O que fica após sua morte, é a lenda e sua história que querendo ou não, mudou o cenário mundial no quesito tecnológico e na postura profissional de muitos.

Um comentário:

Georgia disse...

Ta ai uma morte que eu senti pela grandeza de vida deste homem.


Bjao