segunda-feira, 25 de junho de 2012

É sábado. É delicioso viver nessa Corda Bamba!

Segundona chegando preguiçosa antevendo o início das férias que tanto anseio. E trás também cheiro de novidade vindo além mar. O cheiro da maresia chega aos nossos olfatos trazendo o cheiro que tanto amo de livro saindo fresquinho da prensa. É sábado que acontece o tão esperado lançamento da coletânea Corda Bamba promovido pela Pastelaria Studio, Lisboa. Estarei junto a todos em espírito e pensamento. Tenho certeza que minha vontade sendo tanta, conseguirei atravessar o Atlântico que nos separa e participar da alegria de todos que lá comparecerem. Agradeço mais uma vez a gentileza, o carinho e alto astral da Teresa Maria Queiroz que tanto nos incentiva a criar cada vez mais. Vejam que lindo prefácio ela escreveu para o Corda Bamba:


Prefácio

Porque quem sente, sempre se sente em (des)equilíbrios (in)sustentados
numa bamboleante Corda Bamba, aqui, contamos histórias, as reais, as possíveis,
as impossíveis e as quase irreais.

As canetas correram, os teclados sofreram dedilhados,
as folhas de papel amachucado, e os visores, quase apagados,
viveram histórias incontáveis, que se contam ao correr da pena, ao correr dos dedos,
ao correr de uma alma que se sente num fôlego ou num suspiro.
Histórias que correm a uma velocidade incontrolável.

Histórias reais, sentidas num fio de tinta, de fio a pavio e esborratadas em vidas sem relatos.
As nossas histórias, as nossas vidas, as histórias deles, as vossas vidas e a vida dos outros.

Realidades manuscritas, manuseadas,
elaboradas e manipuladas por quem sabe aquilo que quer contar.
Assim, cozinhámos uma Colectânea recheada de odores agridoces,
de sabores metálicos, de suspiros salgados, de doces desencontros e de picantes encontros.
Aceitaram o nosso desafio e contaram-nos tudo aquilo que queríamos ouvir!
Foi um grito encorajado para quem escreve sem medo de se deixar cair, sem rede e sem sustento.
Histórias de uma vida qualquer!
Na Corda bamba!
Teresa Maria Queiroz


Um comentário:

Georgia disse...

Pena que vc nao pode ir...


Bjos