segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Tédio de viver: como mudar isso?


Tédio. É algo que tenho sentido direto e sempre me pergunto: será que tem remédio?
Ando paralisada perante a vida por inúmeras razões. Sei que tenho um potencial enorme aguardando para ser posto em atividade. mas são tantos entraves que a vida me reservou que está muito difícil sair dessa situação. Entraves familiares, profissionais, pessoais tudo ao mesmo tempo. As vezes me pego pensando se não sou eu que crio todas essas situações para servir de desculpas para chutar o pau da barraca e mudar tudo. Pode até ser afinal, quando estamos acomodados numa zona de conforto, fica-se complicado sair dela e enfrentar o mundo lá fora. Afinal, aqui está tudo certinho, já conheço, não tenho de me preocupar ao passo que saindo desse conforto, terei de enfrentar o desconhecido e isso sempre nos dá medo. Só sei que tenho me questionado muito a esse respeito. Faço o que gosto mas até mesmo isso tem me deixado um gosto rançoso de rotina. Aliás, é exatamente essa tal de rotina que está me dando o que pensar. Minha trilha sonora tem sido uma constante canção de Chico Buarque: "Todo dia ela faz tudo sempre igual..."
Linda canção mas que na prática já está dando no saco! Essa é que é a verdade. Agora me pergunto: mudanças! Por onde começar? Terei garantias de sucesso? Com certeza não.
E me pego novamente bocejando de tédio aqui, sozinha, sem nada a fazer, num ócio nada criativo, só me restando escrever sobre ele numa vã tentativa de exorcizá-lo. Alguém tem uma receita para combater o tal?

7 comentários:

Geíza Bolognani disse...

Quando encontrar o remédio, me avisa!

francy´s disse...

A única receita é acordar, respirar, e realmente fazer o que você deseja, para este dia! Porque cada dia é diferente e temps vontades diferentes também a cada novo dia. Então este detalhe somente dependerá da sua pessoa.
Beijos.

Ana Paula disse...

Você tem um talento incrível. Já pensou em escrever um livro?
Beijo

Roseli Pedroso disse...

Oi Gê! Pode deixar que te aviso sim! kkk
Bjs

Roseli Pedroso disse...

Oi Francy's,
Nem sempre o que quero é o que preciso fazer. Muitas vezes me pego assim, algemada a determinadas coisas, pessoas e compromissos que me impedem de agir como gostaria. Preciso aprender a dizer não mais vezes. Obrigada pela visita e comentário.
Bjs

Roseli Pedroso disse...

Oi Ana Paula,
Obrigada pelo elogio. Isso muito me alegra pois já tenho escrito muitas coisas, participado de algumas coletâneas e futuramente, talvez no ano que vem, quero lançar um livro só meu. Conto com você heim? Obrigada pela visita e comentário.
Bjs

Ana Paula disse...

Claro que pode contar! Será muito agradável te ler.
Acho que escrever, ou mesmo organizar o que há escrito, pensar em título, correr atrás de editores, dá um ânimo a mais! Boa sorte e beijo