quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Livros libertados - 7ª Edição do BookCrossing Blogueiro

Demorei um pouco para libertar alguns livros por pura falta de oportunidade. Já estava ficando agoniada. Mas ontem a noite, depois de minha aula de pilates, no ônibus decidi que deixaria um deles por lá. O Universo estava conspirando comigo. Tirei foto dele no banco e fiquei de deixar ali mesmo ao desembarcar. Um rapaz de seus vinte anos ou até menos, sentou-se ao meu lado e conversava com a suposta namorada pelo celular. Ficou a viagem toda conversando. Quando me levantei para descer, deixei o livro ali. O jovem quando viu me chamou e ia entregando o livro para mim. Eu disse: Não é mais meu. Libertei ele. Dá uma lida na carta dentro. Ele abriu, leu e a carinha que fez de alegria foi ímpar. Pena que não deu para registrar em foto. Já estava para descer do ônibus. Vi ele falando do livro para a namorada e quando desci, pela janela ele me fez sinal de positivo e sorriu.
Sorri de volta e dei tchau. Cheguei em casa muito satisfeita com essa libertação. Vi que o livro vai ser lido e bem aproveitado. Parte da missão cumprida.
Hoje, decidi libertar mais um. Primeiro pensei em deixá-lo no Parque Mario Covas aqui na Avenida Paulista. Mas de última hora resolvi que não. Agora, quando saí para almoçar, lembrei-me de um restaurante que sempre almoço e já ouvi as moças que lá trabalham falarem dos livros que leem. Pensei: É aqui mesmo que vou deixar esse livro. Como queria muito tirar uma foto dele, perguntei para uma das donas se ela conhecia esse projeto BookCrossing. Ela me falou que já tinha ouvido falar. 
Então pedi permissão para deixar o livro por lá. Ela ficou contente e disse que já sabia para quem passar esse livro. Sua funcionária que ama leitura. Pedi para ela ler a cartinha dentro e depois passar adiante o livro. Ela adorou!
Saí mais uma vez satisfeita em deixar o livro que li e tanto gostei em boas mãos. Durante a semana libertarei mais alguns.
Esse texto faz parte da blogagem coletiva BookCrossing Blogueiro promovido pela Luma do blog Luz de Luma. Interessou-se em participar? Ainda dá tempo. Leia mais e participe!

Não mantenha os livros presos nas estantes sufocados, solitários, sem vida. Livros só têm significado se folheados, aí sim, seus personagens ganham vida e te mostram suas histórias.

2 comentários:

Dayse Fashion disse...

Oi Roseli, tudo bem?
O Bookcrossing é sem dúvida uma atitude muito gratificante para todos nós! Contribuir para ampliar o conhecimento das pessoas e ainda espalhar bondade não tem preço!
Fico muito feliz em ver que você está alegrando a vida das pessoas!
bjsss

Pandora disse...

Eu sou fã de libertar livro em ônibus, quando era criança meu pai encontrou uns gibis do Recruta Zero e do Chapolin no ônibus esses gibis fizeram a alegria da gente. Talvez por isso o ônibus seja especial para mim.

Ah, O código da Vinci foi um livro que deixei durante ano. Muito bom conferir seu bookcrossing!!! Bom Feriadão!