quarta-feira, 5 de março de 2014

Sessão de terapia - meu ponto de vista

Feriado prolongado, pensei em fazer uma viagem aqui próximo mesmo mas, um tombo em casa me impediu de concretizar tal viagem. Saldo ruim: dor no tornozelo e joelho. Saldo positivo: descanso forçado onde coloquei minhas horas de sono em dia e minhas leituras também. Televisão pra mim nessa época é um tédio então só mesmo a leitura pra me fazer viajar de forma diferente e mais livre.
Já estava lendo o livro Sessão de Terapia, de Jaqueline Vargas há... acreditem, 4 meses!
Vocês podem pensar: "Hum! Para demorar tanto assim deve ser um livro bem chato né?"
No que respondo: Não! Muito pelo contrário. É um livro para ler aos poucos. Bem aos poucos. Lendo um capítulo, refletindo sobre ele. Fazendo uma terapia através dele. E foi o que fiz esse tempo todo.
Baseado na série de TV da GNT, estrelado por ZéCarlos Machado no papel do terapeuta Theo Cecatto, um homem que, aos 56 anos entra em uma dupla crise: profissional e familiar.
O desenrolar da história mostrando Theo em seu consultório atendendo os diversos pacientes, cada um com seu histórico, Theo na posição de paciente sendo atendido por Dora Aguiar, sua supervisora e terapeuta no passado, sua vida familiar ao lado da esposa e filhos.
Conheci essa história ao assistir o primeiro capítulo da série quando estive um final de semana na casa de meu irmão. Adorei! A brilhante atuação dos atores é algo que prende a atenção.
Ao chegar o livro à biblioteca onde trabalho pensei: serei a primeira a ler esse livro. Não me arrependi!
A autora, Jaqueline Vargas, é a responsável pela adaptação e redação final das duas temporadas da série e nos brinda com um texto enxuto, ágil e dinâmico. As temáticas trabalhadas no consultório de Theo nos leva, enquanto leitor, a pensar e refletir bastante sobre nossas próprias neuras, conflitos, dificuldades de relacionamentos e por isso mesmo, torna-se uma leitura valiosa e mais do que uma simples literatura.

Uma das tantas frases do livro que me levou a pensar. Bateu direto em uma de minhas tantas fraquezas:

"Breno mal saíra e já me lembrava dele, de sua definição sobre mim: eu tinha medo de ser fraco, ou melhor, de aparentar fraqueza. Era verdade, eu gostava de pensar que meus pacientes e também meus filhos viam em mim um modelo impecável. No entanto, esse tipo de modelo não existia. Eu vinha sendo fraco, tão inábil e debilitado que me tinha afastado deles para que não percebessem, como se o meu isolamento não transmitisse nenhuma mensagem." p.194

A sensação de incômodo muitas vezes gerados por algumas passagens me fez lembrar de quando li o livro de Irvin D. Yalom, Cada dia mais perto, que inclusive escrevi sobre ele aqui no blog. Igualmente foi uma leitura sofrida até mesmo porque, estava em crise também e o livro serviu de verdadeira terapia para mim.
Essa é uma das dicas de leitura que faço hoje à vocês. Vale e muito a pena: ler o livro e assistir a série que já se encontra a venda. Outro dia vi o box e em breve me darei de presente, hehe!

Sinopse: 


Este livro é o relato do diálogo interior de Theo Ceca tto, o já conhecido protagonista da série Sessão de Terapia, em um momento muito particular de sua vida. Tudo parece dar errado. No âmbito pessoal, seu casamento passa por uma crise e o relacionamento com a esposa está cada vez mais difícil. Do lado pro fissional, uma série de acontecimentos o leva a questionar sua atuação como psicólogo. A princípio, Theo pensa tratar-se apenas de uma fase da qual ele certamente conseguirá sair, mas a declaração apaixonada da paciente Júlia e a descoberta da infidelidade da esposa o arrastam para um intenso turbilhão emocional. Após oito anos afastado de qualquer tipo de aconselhamento ou terapia pessoal, as circunstâncias o levam a procurar a antiga mentora. O reencontro com Dora Aguiar é repleto de amargura e rancor, e o que deveria ser um momento de re flexão se transforma em mais uma guerra. Aos poucos Theo se dá conta de que suas certezas não passam de uma ilusão e de que as convicções de antes nada mais eram do que uma defesa para não aceitar a realidade do seu dia a dia. O desprezo pela esposa, a súbita paixão por Júlia, a inconsequente interferência no processo de seus pacientes, o distanciamento dos filhos e de si – todos esses fatos vão revelando, aos poucos, outras motivações, camadas mais e mais profundas de questões que Theo sempre tentou evitar. De repente ele se percebe sendo mais paciente do que seus pacientes e constata que, assim como eles, está apenas em busca do entendimento para poder se reencontrar. Nesta jornada, Theo acaba se surpreendendo com o que acredita, com o que sente e com quem realmente é. 
Livro: Sessão de terapia
Autor: Jaqueline Vargas
Editora: Arqueiro
280 p. il.

Um comentário:

Pedrita disse...

eu vi um pouco dessa série, a versão brasileira. e gostei bastante do roteiro. eu andei demorando na leitura tb. peguei pouco o livro o século das luzes, por esses dias que retome, mas nem cheguei na metade. fiz no meu blog uma entrevista com um escritor. beijos, pedrita