sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Crônicas de Luis Fernando Verissimo - um ótimo painel mundial

Nesse final de semana iniciei a leitura de um livro que me fez fazer grandes reflexões sobre a atualidade mundial, me fez dar boas gargalhadas e reafirmar o conceito que já tinha sobre esse escritor. Estou falando de Luis Fernando Verissimo e do seu último livro O Mundo é Bárbaro: e o que nós temos a ver com isso?, da Objetiva.
Já acompanho Verissimo e suas crônicas há algum tempo e sempre dou boas risadas com seu humor refinado, inteligente e verdadeiro afinal, retratando o cotidiano, ele apenas reforça a tinta das situações, mas nunca foge da realidade.
Lembro-me do primeiro livro que li dele O Clube dos anjos: a gula, da série Plenos Pecados. Aliás, fica aqui entre aspas minha indicação dessa série que é muito boa. Quem ainda não leu, é uma boa pedida para conhecer alguns autores nacionais de ótimo gabarito. Cada um falando em seu livro sobre um pecado capital. No caso do Verissimo, falar sobre a gula, nos deixa com água na boca com sua história refinada, divertida e universal afinal, quem já não cometeu esse pecado capital? Após ler esse delicioso livro, fiquei com fome de mais livros dele e o próximo foi As Mentiras Que os Homens Contam. Demais!!!! Outro livro que me divertiu muito foi o ótimo Analista de Bagé. Ri até não poder mais. Enfim são tantos os livros e histórias desse cronista de mão cheia que fica difícil dizer qual livro é o melhor.
Mas voltando ao livro inicial, minha irmã leu primeiro pois estava lendo outro e ao terminar ela me fez o seguinte comentário: Nossa, o Luis Fernando está meio depressivo nesse livro! Então lhe perguntei: Não gostou? E ela me explicou: Gostei mas ele está negativo, meio deprê em suas divagações. Mas o livro é bom!
Após essa opinião de minha irmã, peguei o livro com um certo receio de não gostar mas francamente, não tem como não gostar. Não é que ele esteja deprê nesse livro, ele simplesmente expõe sobre o mundo atual e tudo o que tem acontecido por aqui e, vamos ser realistas, o mundo está uma (com o perdão da palavra) MERDA! Estou mentindo? Acho que não. Nem ele. Mas ao término de mais esse livro, ao invés de ficar triste, deprimida, estou leve e de bem com a vida afinal, ele (o autor) com sua tradicional sinceridade e ironia, me cativou mais uma vez!

PS: Não sou nenhuma expert em literatura e sim uma amante da boa leitura. Para quem quiser aprofundar um pouco mais sobre esse livro e sobre o autor: Leia mais


7 comentários:

daniel disse...

Roseli, tudo bem? eu escrevi um pouco sobre esse ótimo livro do Verissimo lá no Amálgama. permita-me passar o link: http://www.amalgama.blog.br/09/2008/verissimo-o-analista-especializado-em-clareza/

Abs.,

d.

A Palavra Mágica disse...

Ler Veríssimo é sempre muito bom.

Um beijo!
Alcides

Rômulo disse...

Você ganhou o prêmio Dardos. Passa lá no meu blog depois.

um abraço

€ster disse...

Oi Reseli, ainda em tempo sim, a Blogagem será na segunda-feira ainda,

Já confirmei seu blog em minha listagem,


bjs!

Georgia disse...

Eu tb gosto muito dele apesar de ter somente 2 livros dele. O Clube dos anjos e um outro que peguei emprestado e nao me lembro o nome, mas contava a trajetória de alguns brasileiros na Franca. Muito engracado.

Gosto dele.

Bjus menina

Celia Rodrigues disse...

Olá, Roseli!
Nada como estar às voltas com um bom livro, né?
Agradeço sua visita ao meu blog e também à dica sobre onde encontrar meu livro desaparecido. Foi muito válida!
Abraço!

Fernandão disse...

Querida Roseli,
Também gosto muito do Luis Fernando Veríssimo, só por conta desta sua admiração, me deu vontade reler o Analista de Bagé, afinal, “rir até não poder mais” é o melhor remédio para acabar com as nossas “frescuras existenciais”.
Com muito carinho