segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Interlúdio com Florbela - Algumas frases



Dando continuidade a essa homenagem à Florbela, ela tinha algumas frases adoráveis. Veja esses exemplos: ...

...Sua imagem era contra tudo o que esperavam dela. A da mulher escritora, rebelde e irreverente, avessa à publicidade, à glória, aos críticos e jornalistas, sem editor e sem dinheiro para dar a lume seus livros; orgulhosíssima, a ponto de jamais mendigar favores, "o que tem sido a minha suprema defesa", o "meu amparo e a minha força". Florbela não se diz católica, nem protestante, nem budista, nem maometana ou teosofista; enfim, afirma apenas não ser "nada"
"O meu racionalismo à Hegel, apoiado numa espécie de filosofia à Nietszche, chegou-me por muito tempo. Hoje...a minha sede de infinito é maior do que eu, do que o mundo, do que tudo, e o meu espiritualismo ultrapassa o céu".
...Com relação a morte, sua relação não tem culpa nem perdão. É a mais telúrica possível, como a reencontramos na sua obra, desprendida e ausente da sombra de qualquer consciência cristã - muito diversa, portanto, daquela que Battelli lhe imputaria. Florbela declara :
"A pantera está enjaulada e bem enjaulada, até que a morte lhe venha cerrar os olhos, e da sua miserável carcaça cinzele um tronco robusto a latejar de seiva, ou uma sôfrega raiz a procurar fundo a água que lhe mate a sede"

(Trechos retirados do livro Poemas Florbela Espanca, de Maria Lúcia Dal Farra. Editora Martins Fontes)

Outro poema adorável:
Escreve-me...
Escreve-me! ainda que seja só
Uma palavra, uma palavra apenas,
Suave como o teu nome e casta
Como um perfume casto d'açucenas!
Escreve-me! Há tanto tempo
Que não vejo, amor! Meu coração
Morreu, já e no mundo aos pobres mortos
Ninguém nega uma frase d'oração
"Amo-te!" cinco letras pequeninas,
Folhas leves e tenras de boninas,
Um poema d'amor e felicidade!
Não queres mandar-me estas palavras apenas?
Olha, manda então...brandas...serenas...
Cinco pétalas roxas de saudade...

9 comentários:

Du disse...

"Florbela é a flor maior da poesia romântica,
é o sofrimento em versos de um soneto
é o amanhecer mais belo de um encanto
é aquela que se perdeu pra se encontrar."
(Lustato)


Beijos!

Paulo R Diesel disse...

Além de reverenciar nossos poetas a blogagem coletiva serve também para isto, conhecer novos blogs.
Agora ja conheço o teu e volterei.

Abraço

A Palavra Mágica disse...

Olá Roseli,

Obrigado por visitar o Abismo Noturno. Gostei muito do seu blog.
Quanto à palavra que ela pediu para escrever, quero dizer: "Flor... Bela Flor"

Beijos!
Alcides

EternaApaixonada disse...

*****

Vim conhecer seu espaço e deixar um abraço! Gostei muito!
Linda homenagem à amada poetisa!
Também participei com meus blogs. Ontem devido congestionamento não consegui visitar os blogs participantes da Blogagem Coletiva, que foi um sucesso!
Tenha uma ótima semana!

Sintonias do Coração

ETERNOS SONHARES

Coisas da Helô ©


*****

EVERSON ANDRADE ADVOGADO OSASCO disse...

Roseli... ¨Minh'alma de sonhar-te anda perdidMeus olhos andam cegos de te ver!
Não és sequer razão do meu viver, Pois que tu és já toda a minha vida!
Não vejo nada assim enlouquecida...
Passo no mundo, meu Amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história tantas vezes lida!
¨Tudo no mundo é frágil, tudo passa...¨
Quando me dizem isso, toda a graça
Duma boca divina fala em mim!
E, olhos postos em ti, digo de rastros:
Äh! Podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus: Princípio e fim!...¨

(Parabéns, pela sensibilidade)
de: Everson p/ Roseli
eversonandradeadvogadoosasco.blospot.com

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Boa tarde! Sigo visitando os blogs participantes da blogagem coletiva.

Isto é o que eu chamo de uma corrente do bem! Como é que se poderia chamar uma iniciativa que enche de poesia a blogosfera? Aqui está uma excelente oportunidade para que todos conheçam um pouco mais sobre a genial Florbela Espanca.

Eis um trecho de "Ser poeta", de Florbela:

"Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!"

Parabéns a todos que estão participando!

Sensata Paranóia

O Profeta disse...

Cheguei a meio de um longo inverno
Não tenho no céu uma estrela guia
Uma sombra às vezes procura a luz
O Sol recolhe a claridade ao fim do dia

Na noite
Oiço as vozes dos filhos da Terra
O cantar das águas de uma lagoa
O murmúrio das pedras em suave espera


Boa semana


Mágico beijo

Sonhos & melodias disse...

Obrigada a todos pelos comentários. Estou adorando participar dessas blogagens coletivas principalmente por conhecer pessoas tão sensíveis e legais.
Bjs

Vanessa disse...

Roseli, eu tb participei da coletiva sobre Florbela e ainda não terminei minhas visitas. Mas antes tarque do que nunca, aproveito para parbabenizar pela participação.

Abraço